domingo, 5 de dezembro de 2021

Bully na escola - como resolver de uma vez e ser RESPEITADO? | SÉRIE BULLY COM PROF. JOEL CORREIA

 



Minha deficiência faz com que eu me assuste com facilidade, principalmente por causa de barulho. e na época da escola isso era um inferno literalmente. Estudei em várias escolas, não só aqui no Brasil como na Guiana Francesa e na França. Como o problema era comigo, não adiantava eu mudar de escola ou até mesmo de país. Sempre resolvi brigando, as vezes apanhava, as vezes batia até o cara pedir arrego ou ficar sangrando, mas isso só veio a amenizar quando eu me aceitei e comecei a impor isso as outras pessoas. Comecei a exigir respeito, e claro, respeitava sempre os outros. Eu comecei a formar grupos por onde passava, inclusive com mulheres. Era tipo "eu cuido de vc, vc cuida de mim, se mexerem com vc, estão mexendo comigo tbm e vice-versa". Comecei tbm a treinar um pouco de boxe, isso me trouxe mais confiança rs Hj tô com 39 anos, agora tenho que dar dicas para o meu filho que está passando por bullyng na escola só pelo fato de ser magrelo e pacífico demais. Mas o negócio é: não baixe a cabeça, observe quem te ataca e veja qual é o ponto fraco dessa pessoa. Uma vez um cara me zoava muito, eu percebi que ele tinha um problema no estômago, daí quando ele falava, a boca dele fedia. Comecei a zoar com ele tbm, "bafo de onça" "boca de privada" "comedor de merda"... outros começaram a zoar o cara tbm, daí o cara parou de mexer comigo rapidinho hehehe  



0 comments:

Postar um comentário