domingo, 29 de dezembro de 2019

Você não pode matar


Quem nunca escutou essa frase: "Você não pode matar".

Todos nós, em algum momento das nossas vidas, já ouvimos essa frase; Seja por nossos pais, avós, professores, amigos... é difícil existir alguém que nunca tenha escutado essa frase desde quando era criança.

Mateus, tinha 10 anos quando foi visitar o sítio do seu avô. Aproveitou o espaço para brincar, correr, pular... 
Ao ver uma ninhada de pintinhos bem felizes e animados, resolveu correr até eles pois aquela cena num primeiro momento lhe chamou a atenção mas logo lhe incomodou. Resolveu correr até os pintinhos e espantá-los com gritos e gestos bruscos mas acabou pisando em um.  
Seu avô viu a cena e correu para tentar socorrer o pintinho machucado com o pisão do neto. 

- Garoto, porque você fez isso? Você não sabe que não pode matar!?  Você fez isso por maldade ou foi um acidente?
Disse em alto e bom som.

Mateus já tinha escutado aquela frase de forma diferente, pela sua professora da escola bíblica dominical. Era um dos mandamentos do Deus todo poderoso que dizia "Não matarás"

Por um momento, Mateus ficou quieto, em choque, porque se deu conta do erro que cometeu... pediu desculpas ao avô, disse que foi um acidente, mas infelizmente já era tarde demais.

Essa pequena história nos mostra como o ser humano tende a matar, seja por que quer, por acidente ou para se defender.

Você mata por acidente quando nem se dá conta que matou. Um exemplo clássico é que você mata formigas ao caminhar... você não as vê, porque elas são pequenas e silenciosas.

Você mata porque quer quando você sente prazer nisso. É comum vermos caçadores matando animais, psicopatas matando outras pessoas.

Você mata pra se defender quando você ou alguém que você ama está em perigo. Num assalto por exemplo, em luta corporal você consegue pegar a arma do bandido e você atira nele: é o que chamamos de legítima defesa.

E você ainda pode matar de outras formas: 

  • Pelo jeito que você fala com alguém (a pessoa pode ficar magoada com você)
  • Pelo jeito que você trata alguém (com estupidez, falta de amor ao próximo) 
  • E até pelo fato de você ignorar alguém (quando você não dá ouvidos para o que a pessoa tem a te dizer, não lhe dá a devida atenção) etc.


Como você pode perceber no texto, podemos matar de diversas maneiras. Não só outros seres como a nós mesmos. 

Sim, infelizmente você tende a se matar quando deixa de cuidar de você: quando você não come bem, quando não faz exercícios, quando dá ouvidos a pessoas tóxicas, quando dá atenção a pensamentos malignos... 

Quando Deus disse que não devemos matar, tudo isto está relacionado.  

Enfatizo que a frase em questão é uma ordem escrita pelo próprio Deus: Não mate.


A reflexão de hoje é justamente essa: Mude, não mate mais!

Pare de matar as pessoas com suas palavras depressivas,
Pare de matar as pessoas com suas atitudes mesquinhas,
Pare de matar as pessoas com sua inveja, ódio, rancor, por falta de perdão,
Pare de matar quem você ama.
Pare de matar a si mesmo! 

Não estou dizendo aqui para você ficar paranoico em não matar nada, não é isso. As vezes, matar é necessário: 
  • Por questão de sobrevivência: pescar um peixe, assar um frango... são animais que nós usamos para nos alimentar. 
  • Por incômodo: formigas querendo comer seu açúcar, carapanãs zunindo seus ouvidos etc.  


A vida é uma dádiva divina. Cuide bem da sua e de quem quer que passe pelo seu caminho.

Autor: Alex Rudson


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário