quinta-feira, 25 de julho de 2019

Quando finalmente um projeto se torna realidade...


 A ideia surgiu há 4 anos atrás. A princípio, o interesse era apenas vender alguns produtos que eu comercializava pessoalmente. Ter um site proprio para divulgar meus produtos foi uma mão na roda na hora de apresentar para meus clientes, então,  logo surgiu o vitrineamapa.com, um site onde eu divulgava meus produtos e serviços, só que direcionados especificamente ao povo amapaense. Vi então que a proposta poderia evoluir... porque não um site de classificados? Mas existem tantos por aí, e alguns até gratuitos! Sim, é verdade. Mas comecei a observar os gigantes desse negócio, aqueles que quando você pensa em classificados, vem logo em mente: mercadolivre, olx, e o facebook com o seu marketplace...

Então eu me perguntei quanto essas empresas faturavam por ano, e comecei a pesquisar... vamos ver o que encontrei?

clique para ampliar os prints



detalhe: Essas informações são apenas dos seus faturamentos de 2016!!

O mercado de classificados online movimenta BILHÕES de reais! 

Existem várias vertentes para classificados online, e o mais lucrativo com certeza é o Marketplace.  As maiores são o Aliexpress e a Amazon

clique para ampliar os prints




Existem outras empresas que poucas pessoas sabem que também são Marketplace, como é o caso das americanas.com, Magazineluiza.com. Pontofrio.com, extra.com.br... elas tem vários fornecedores diferentes e ganham comissão em cima do que vendem em seus próprios sites.

Para afirmar o que estou dizendo, segue o print do meu último computador que comprei recentemente nas americanas.com:


clique para ampliar o print


Vendido e entregue por WorldPC.


Nem achei o site dessa empresa. Acredito que ela só venda pelos diversos Marketplaces existentes na internet e acredite, ela vende muitoooooooooooooo!

Até pensei em criar um Marketplace, mas refletindo bem, o trabalho que dá para encontrar bons fornecedores e assegurar um preço competitivo para revenda não seria uma tarefa nada fácil, além de exigir muito esforço, tempo e dinheiro para cadastrar e avaliar produto por produto! 

Como Classificados o negócio é menos complicado e burocrático, pois o próprio usuário se responsabiliza pelo o que ele anuncia e vende. 

Eu sinceramente não tenho pretensão de concorrer com essas Gigantes da Internet,  mas Deus me deu sabedoria suficiente para Também criar o meu próprio site de classificados! Então, depois de anos de pesquisa entre plataformas de desenvolvimento, melhor hospedagem, plugins, soluções pagas x gratuitas, seus prós e contras, infinitos e incansáveis testes, adaptações e readaptações, surgiu hoje o mercadorentavel.com!  

Não somente um site de classificados, o MR deveria ser completo! Um anúncio tão bom, com vários recursos, além de imagens e textos, que pudesse haver também a possibilidade de inserir videos, áudios, animações (gif, flash), podendo assim até ser considerado um mini site! sim! um anuncio com características de mini site! Veja na 

A ideia começou a fluir, mas então veio os questionamentos: como oferecer isso aos meus clientes com segurança, permitindo vídeos, animações se nem as gigantes o fazem? Acreditem, é possível, mas não foi fácil chegar a "formula mágica". 

Então, comecei a agregar mais valores ao Mercado  Rentável.... porque não uma rede de negócios também, além do classificados? porque não uma área premium para que meus clientes possam ter acesso ao melhor conteúdo de marketing, administração de negócios, desenvolvimento, ferramentas e softwares... literalmente meu desejo foi criar um "canivete suíço", um sistema completo onde possamos vender nossos serviços e produtos, trocar ideias e nos capacitar cada vez mais para vender e negociar em alta performance!

Já tentei fazer o Mercado Rentável só como classificados, depois como loja virtual. Hoje, definitivamente, podemos definir que o Mercado Rentável é uma rede social de negócios, com classificados e programa de afiliados! Além de ter uma área Premium, que oferece aos nossos clientes acesso à diversos cursos, e-books, vídeos, treinamentos, áudios books, planilhas e aplicativos sobre Marketing, vendas, desenvolvimento pessoal, idiomas, administração etc. Não descarto a possibilidade de lançar também um Marketplace no futuro ou uma loja virtual.

Quando sonhei com Mercado Rentável, minha intenção era também fazer com que meus clientes também pudessem ganhar uma boa grana comigo. Pensei nos inúmeros desempregados, mães de família, jovens estudantes, idosos e deficientes físicos que poderiam ganhar uma renda para ajudar em casa. Então, decidi fazer uma parceria com uma das duas gigantes do mercado de afiliados: Hotmart e Monetizze. Ponderei os prós e contras de cada uma, e fiquei com a Monetizze pelo suporte espetacular que tive desde o começo. A funcionária Lisa, me incentivou a fazer melhorias para que Mercado Rentável tivesse melhor aceitação na plataforma. Foram muitas as modificações feitas, remodelagem dos serviços, adaptações... fiz tudo sozinho, desde a logo marca, marketing, desenvolvimento dos sistemas, testes de temas, plugins, plataformas... tudo com muita paciência e persistência. O único sistema que não pude fazer sozinho foi a questão de gerenciamentos de afiliados, aí eu tive mesmo que recorrer para os experts no assunto, ou seja, essa parte de pagamento e gerenciamento de afiliados está por conta da melhor plataforma no assunto: Monetizze!

Na minha opinião, o programa de afiliados é o sistema de pagamento de comissão mais justo do que qualquer outro sistema de remuneração, principalmente quando o comparamos com o MMN (Marketing Multinível), simplesmente pelo fato de que você só ganha comissão se indicar, não depende de ninguém para crescer a não ser de você mesmo. Seus resultados dependeram unicamente do seu esforço em divulgar o negócio. Eu programei o pagamento de comissão em 100% para o primeiro clique, ou seja, você divulgou primeiro você é que ganha comissão! A estratégia nisso está em justamente beneficiar aquele afiliado que acreditou primeiro no negócio, que se dedicou quando o negócio ainda estava engatinhando! 

Confesso que engavetei esse projeto por diversas vezes, me senti algumas vezes desmotivado por não ter o suporte financeiro suficiente para manter e trazer recursos necessários que poderiam acelerar o processo de desenvolvimento, pois os plugins, temas e hospedagem para este projeto dar certo não são nada baratos, então, pra começar, tive que recorrer e adaptar à alternativas gratuitas, fazendo upgrades constantemente. Estou dizendo tudo isso para que você não pense que foi fácil criar o Mercado Rentável, pois não foi. 

Depois de tanto tempo tentando conciliar trabalho formal com esse projeto, Tive a oportunidade de me dedicar ao Mercado Rentável desde setembro de 2018, quando pedi demissão do meu emprego formal numa empresa Multinacional para dar apoio a minha mãe que mora  na França. Fui pra lá e fiquei uns 4 meses por lá cuidando dela. Tive tempo e uma excelente internet para trabalhar duro, dia após dia, às vezes a noite mas não muito pois  isso a incomodava. Depois tivemos que nos mudar para Belém-PA, e nos últimos 3 meses estou realmente focado no Mercado Rentável, graças ao apoio da minha família, em especial a minha esposa que entende o significado deste sonho e aos meus filhos que me inspiram a cada dia eu buscar o meu melhor.

Hoje, posso ver que o Mercado Rentável está apenas engatinhando, mas tudo tem um começo não é mesmo? Ainda temos um longo caminho para percorrer e ser admirado pelo povo brasileiro mas acredito que, com a ajuda dos nossos afiliados, logo estaremos fazendo história também!

Finalizo este artigo com um texto de reflexão do empreendedor Guilherme Machado:

"Estamos na era do NOVO, da disruptura, do trazer à tona o que sempre esteve ali, mas ninguém trouxe.
Por isso, ser o melhor não é mais o suficiente!

Desvie-se da manada, corra contra essa VELHA ECONOMIA que faz de você apenas a melhor opção.

Porque a melhor opção as pessoas podem escolher ou não, e a ÚNICA elas NECESSITAM, pois não existe outra.

Para conseguir ser o ÚNICO você precisa se esvaziar da VELHA ECONOMIA para se encher de uma nova perspectiva, que só a NOVA ECONOMIA pode te proporcionar."

Meu agradecimento especial para Deus, que está acima de todos e de tudo para mim, pois se não fosse pela sua graça e misericórdia, esse projeto nunca sairia nem dos meus pensamentos!

O Mercado Rentável é uma oportunidade para que todos ganhem dinheiro honestamente pela internet! Aqui não tem mágica nem pegadinha, os afiliados tem que investir o mínimo possível (R$ 35,00) e trabalhar, divulgar bastante!

Acesse agora o Mercado Rentável e saiba mais detalhes:

Loja para compra de pacotes de anúncios: https://loja.mercadorentavel.com/

Classificados Mercado Rentável: https://class.mercadorentavel.com/

Ou acesse simplesmente o domínio principal: https://mercadorentavel.com/ 

É claro que estou aberto à críticas construtivas e sugestões para melhoria do sistema.



Favor preencher este pequeno formulário antes de comprar seu pacote de anúncios.
Veja nossa apresentação de negócios completa clicando aqui.



quarta-feira, 17 de julho de 2019

FaceApp: você está pagando com seus dados... mas só esse aplicativo?

O aplicativo FaceApp está fazendo grande sucesso por todo o mundo. Os usuários podem até não perceber, mas estão pagando (caro) por ele.
O que ele faz é prever como seriamos mais velhos, mais novos, ou até mesmo com outro corte de cabelo, por exemplo, tudo por meio de combinações de algorítimos de inteligência artificial.
Aos olhos da maioria das pessoas, é apenas um "app inofensivo" e essas mesmas pessoas sequer se perguntam porque alguém faria "gratuitamente" algo tão interessante e recheado de inteligência artificial.
Será que essas mesmas pessoas mudariam de opinião se soubessem que o app foi criado por uma empresa russa? É isso mesmo, o FaceApp foi criado pelo organização russa Wireless Lab.
Porém, a grande questão não está na nacionalidade da empresa criadora do app. O que acontece de fato é que essa empresa não é uma organização benevolente, criadora de uma "diversão gratuita". Os usuários do FaceApp estão pagando à Wireless Lab: com seus próprios dados (presentes e, potencialmente, futuros).
Veja, de uma vez por todas você precisa entender que estamos no mundo data-driven (guiado por dados), em função da 4ª Revolução Industrial (Cibernética), na qual os dados possuem enorme valor e utilidade, sobretudo quando podem ser organizados e classificados.
Portanto, lembre-se sempre: dados são ativos digitais e como tal, podem valer muito dinheiro.
Então, a Wireless Lab, criadora da app, está recolhendo informações sobre os utilizadores e construindo uma enorme e valiosa base de dados, tudo isso com a autorização dos usuários.
Por aqui você pode ler na íntegra a política de privacidade. Os usuários que baixam o FaceApp concordam com todos os termos descritos aqui.
Destaco que os russos da Wireless Lab podem:
  • Coletar todo o conteúdo do usuário (por exemplo, fotos e outros materiais) publicados no app.
  • Monitorar quais páginas da Web foram visitadas pelo usuário.
  • Coletar o endereço IP, tipo de navegador, páginas de referência / saída e URLs, número de cliques e como você interage com links no Serviço, nomes de domínio, páginas de destino, páginas visualizadas e outras informações desse tipo.
  • Acessar, coletar, monitorar, armazenar em seu dispositivo e / ou armazenar remotamente um ou mais "identificadores de dispositivo".
Veja que, por meio dessa enorme quantidade de dados captados e armazenados, a Wireless Lab pode também treinar cada vez mais os seus algorítimos de inteligência artificial, como já fez (e continua fazendo) o Google.
Repare ainda, na Política de Privacidade do FaceApp, como são amplas as possibilidades de utilização dos dados do usuário:
  • Fornecer conteúdo e informações personalizadas para você e outras pessoas, que podem incluir anúncios online ou outras formas de marketing
  • Fornecer, melhorar, testar e monitorar a eficácia do nosso serviço
  • Desenvolver e testar novos produtos e recursos
  • Monitorar métricas como número total de visitantes, tráfego e padrões demográficos
  • Diagnosticar ou corrigir problemas de tecnologia
  • Atualizar automaticamente o aplicativo FaceApp no seu dispositivo
Chamo a atenção ainda que, em meio ao debate ético, por todo o mundo, sobre a utilização de reconhecimento facial dos cidadãos por governos e empresas, sobretudo quanto à transparência de como são usadas as informações coletadas, os dados captados pelo FaceApp possuem potencialmente um valor financeiro ainda mais elevado.
Isso porque podem contribuir para um maior percentual de acerto nas analises relacionadas ao reconhecimento facial, seja na ampliação dos bancos de dados - tanto ampliando o número de pessoas, quanto o número de fotos de uma mesma pessoa -, seja no desenvolvimento e treinamento de algorítimos de inteligência artificial de reconhecimento facial.
Talvez você não se importe com o uso dos seus dados e isso é um direito seu.
Porém, a intenção deste texto é conscientizar às pessoas que nem mesmo no mundo digital existe "almoço grátis", ou seja, no mundo dos dados, se algo é "gratuito", então o produto é o próprio usuário.
Por Marcílio Guedes Drummond



Opinião de Alex Rudson:
Pra dizer a verdade, a maioria dos aplicativos fazem isso. Na minha opinião, não vejo grande problema nisso, já que utilizamos diversos outros aplicativos que também guardam históricos do que conversamos, compartilhamos etc. Até nossas localizações eles sabem pelo uber, 99, waze.... o que costumamos consumir (Mercado Livre, Olx, Americanas.com ...)
A questão é não ficar paranoico com isso. Eu usei o aplicativo, fiquei curioso e salvei os resultados no meu Instagram e compartilhei no meu status do whatsapp. Achei legal, mas algumas horas depois desinstalei do meu smartphone, e o motivo principal é porque perdi o interesse, simples assim.
Acho que a perigo real vai ser quando quiserem implementar o chip no nosso corpo, como a Bíblia cita.... Aí sim, a gente tem que se preocupar de verdade pois é sinal dos fins dos tempos!

Abraço

Alex Rudson

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Escutar músicas online

como alternar entre janelas no windows sem atrapalhar exibição de vídeo em tela estendida no Windows 8,10?


Essa dica é ideal pra vc que costuma usar uma tv conectada via cabo hdmi ou vga no seu computador/ notebook para assistir netflix e trabalhar ao mesmo tempo usando a tela do seu computador, ou seja, numa tela seus filhos assistem netflix e na outra tela você cria relatórios no excel por exemplo, sem um atrapalhar a visibilidade do outro. Essa é uma ótima opção para quem não tem tv box em casa.

problema: Quando tô usando o windows 10 em tela estendida, sempre quando uso o note, coloco videos pros meus filhos assistirem na tv, via cabo hdmi. 
O problema é que, quando alterno ou clico nas diversas áreas que trabalho, o vídeo na tela estendida some por alguns segundos, até que eu escolha a pasta que quero ver. É chato demais isso, queria desativar essa opção. 

Solução:


Nesse caso sugiro que siga os passos abaixo:

Pressione as teclas Windows + Pause Break.

Clique em Configurações avançadas do Sistema.

Clique no botão Configurações do grupo Desempenho.

Desmarque a Caixa de Diálogo “Habilitar o Peek”.

Clique em OK e verifique se o comportamento será apresentado ao alternar as janelas no Windows 8 ou 10.